Chega a primavera. E com ela as alergias!

  • Home
  • Chega a primavera. E com ela as alergias!

Chega a primavera. E com ela as alergias!

Nariz com pingo, tosse seca, comichões, olhos vermelhos e a lacrimejar, e espirros. Tudo isto pode acontecer quando se tem alergias, e estas tendem a intensificar na primavera.

O que faz com que uma das estações mais bonitas do ano não seja aproveitada como merece por que sofre com esta situação, que vê a sua vida, profissional e pessoal afetada por este tão grande incómodo sem idade associada. Mas afinal o que que desencadeia uma reação alérgica e qual é a sua a ligação à primavera?

As alergias são a resposta do nosso organismo a tudo o que nos rodeia, o que quer isto dizer? Que uma pessoa com alergias terá maiores defesas e por isso luta contra algo que deveria tolerar com normalidade. O tempo seco, quente, o vento, tudo isto faz com o nível de pólen no ar aumente e por isso seja mais comum ter alergias, e em maior escala, ainda que estas não desapareçam noutras alturas do ano.

 Na cidade temos menos ou mais alergias?

Embora existam pólenes e pessoas com alergia em todo o lado, é nos grandes centros urbanos que estas se identificam mais. Isto acontece porque a poluição das cidades torna os pólenes mais agressivos, para que também ele se defendam da poluição. Mas ao ficarem mais agressivos vão-se também tornar mais alergénicos. Além disso, a poluição automóvel, por exemplo, também é por si só uma agressão. Porém, quer a pessoa viva no campo ou na cidade, se apresentar queixas, deve procurar ajuda.

O estilo de vida e a hereditariedade também podem ser considerados fatores?

Ainda que as alergias possam afetar pessoas de todas as idades, há quem apresente maior probabilidade de as vir a desenvolver. Com efeito, a hereditariedade tem algum peso nesta questão e se uma criança tiver os dois pais com doença alérgica apresenta uma probabilidade de desenvolver doença alérgica de mais de 50%.

Mas se na questão genética não é possível interferir, já no estilo de vida não é bem assim: ouve-se falar muito mais de alergias do que há uns anos atrás, e existem mais alergias neste momento, o que é justificado com o nosso estilo de vida. Aassa-se hoje mais tempo em ambientes fechados, o aumento da sedentariedade e a exposição a ambientes mais poluídos e ao tabaco, além disso temos que considerar também a mudança na alimentação. Se juntarmos a estes fatores um uso inadequado de antibióticos e um abuso de anti-inflamatórios, temos temos a explicação para o aumento de pessoas alérgicas.

Como como pode evitar ter alergias?

Se quer prevenir ter alergias ou minimizar os seus efeitos deverá evitar aquilo que as desencadeia, e não esquecer o que as agrava. Esta é uma das melhores formas de prevenir este problema de saúde. Deverá tentar diminuir a exposição às substâncias que causam alergia, mas também reduzir a exposição a poluentes, ao tabaco e diminuir as infeções, porque são fatores que podem agravar a doença alérgica.

Entre os muitos pólenes que andam no ar na primavera, os que causam mais alergias são os de ervas como o feno e a alfavaca-de-cobra, e de árvores nas quais se destaca o pólen da flor da oliveira. E se quiser prevenir de forma mais eficaz pode ir ao site da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica e ver qual a zona do país com maior concentração de pólen, e se possível evitar visitas a estas zonas.

Prevenir é o melhor remédio!

O que também ajuda a prevenir as alergias com grande eficácia é o seu correto tratamento. Por isso se sofre de alergias ou pensa que pode sofrer peça ajuda, consulte um especialista e com o tratamento adequado encontrará grandes melhoras.

Entre em contacto connosco através do nosso email geral@farmaciaportugal.pt ou pelo nosso site, na área de contactos https://www.farmaciaportugal.pt/contactos/ estamos cá para o ajudar!